Lucy sofre com falta de Djaló
Março 25, 2013 • author: Fanny • categories: Luciana, noticiasNo Comments »

logolucy

Luciana Abreu, de 27 anos, não esconde a tristeza por ver crescer as filhas longe do pai. Ainda que Yannick Djaló, de 26, faça o possível e o impossível para estar junto da família, a verdade é que o facto de o futebolista estar a viver em França – a vestir a camisola do Toulouse, emprestado pelo Benfica – não o permite acompanhar de perto a evolução de Lyonce, de dois anos, e de Lyannii Viiktórya, de um. De tal forma que a filha mais nova ainda não sabe dizer papá.

“Já diz olá, mamã, vovó. Diz também já está, mas não diz papá”, começa por contar à Vidas Luciana Abreu. A mágoa por ter o marido longe é percetível na forma como tem de gerir o seu dia a dia, principalmente agora, que quer voltar em força à carreira na música e na representação. “Custa-me muito que o Yannick não esteja presente. Ele queria muito que morássemos em França, mas eu tenho uma noção muito real da vida e temo-nos apoiado um ao outro”, refere a artista.

Decidida a “não abrir mão” da carreira, Luciana teve de tomar uma das decisões mais difíceis da sua vida por não estar a conseguir conjugar, da melhor forma, o trabalho com a família. “Tem sido muito complicado e cada vez vai ser mais. Eu, a minha mãe [Ludovina] e o Yannick tomámos uma decisão. Elas [as filhas] vão morar para o Norte nos próximos meses. Vou passar a fazer estas ‘piscinas’ [de Lisboa ao Porto] porque estou com quatro projetos atualmente: o programa ‘Vale Tudo’ [SIC], o musical ‘Aladino’, a nova novela [‘Ambição’] e o novo disco”, conta, consciente de que, também ela, estará menos presente na vida de Lyonce e Lyannii.

SEPARAÇÃO

“Elas vão ter o apoio da minha mãe e da minha irmã [Luísa]. Vai ser muito doloroso, mas sei que é o melhor para elas”, defende, assumindo a dor da separação. “É muito difícil. O que eu mais amo é vê-las crescer e estar com elas todos os dias. Elas são muito agarradas a mim, mas tem de ser…”

Lucy admite que a vida lhe tem pregado muitas partidas e que, por isso, se tornou “muito mais pragmática”. “Já não corro riscos. Gosto de planear a minha vida. Já não me foge o tapete do chão”, diz, demonstrando que esse amadurecimento a leva a encarar a ausência do marido com os pés bem assentes na terra.

VIAGENS CONSTANTES

Apesar de Yannick Djaló viver em França, Luciana Abreu garante que este tudo faz para compensar a família da sua ausência. “Estamos juntos todas as semanas. Eu tenho ido mais a França, embora o Yannick venha cá várias vezes. Quando isso acontece, chega e regressa logo de madrugada. Vem mesmo de propósito para estar com as meninas. Eu levo as meninas a ver o pai quando dá para estar lá quatro ou cinco dias, ou então vou sozinha”, conta a atriz e cantora. Para colmatar as ausências, valem-lhes as novas tecnologias. “Falamos muito pelo Skype [programa informático de chamadas através da internet]”, justifica.

Depois de um período conturbado, que ditou uma separação muito polémica, Luciana garante que o seu casamento está bem e recomenda-se. “Houve muita confusão à nossa volta”, assume a artista, querendo dar como encerrado um mau momento que viveu no verão passado.

Agora, depois da ‘tempestade’, a atriz e cantora mostra-se orgulhosa da família que construiu ao lado do futebolista. “Sinto-me muito preenchida e as minhas filhas são a minha vida”, adianta, acrescentando que, em casa, a alegria é uma constante. “Elas dão-se muito bem, são as melhores amigas. Gostam muito de brincar. A Lyonce está sempre em cima da Lyannii e até se esquece que a pode magoar. Quer abraçá-la e pegar nela. Não gosto de as privar destas coisas. Gosto deste sentido de proteção”, descreve.

Talvez por se sentir tão preenchida com as duas filhas, Luciana não coloca a hipótese de voltar a ser mãe. “O Yannick quer [risos], mas eu não quero ter mais filhos. Pelo menos agora. Só se adotar. Gostava de dar carinho e apoio a meninos que não sabem o que isso é”, confessa.

Por enquanto, quer saborear todos os momentos que tem com as filhas, até porque, diz, elas “vão ser as meninas do papá”. “Tenho de aproveitar agora. Depois vão andar sempre agarradas a ele.”



Anti-Spam Quiz:

[Return to FanFusion.Org]